10 de fev de 2012

Orixás


Na mitologia, há menção de 600 orixás primários, divididos em duas classes, os 400 dos Irun Imole e os 200 Igbá Imole, sendo os primeiros do Orun ("céu") e os segundos da Aiye ("Terra").

Estão divididos em orixás da classe dos Irun Imole, e dos Ebora da classe dos Igbá Imole, e destes surgem os orixás Funfun (brancos, que vestem branco, como Oxalá e Orunmilá), e os orixás Dudu (pretos, que vestem outras cores, como Obaluayê e Xangô).

Exu, orixá guardião dos templos, encruzilhadas, passagens, casas, cidades e das pessoas, mensageiro divino dos oráculos.

Ogum, orixá do ferro, guerra, fogo, e tecnologia, deus da sobrevivência.

Oxóssi, orixá da caça e da fartura.

Logunedé, orixá jovem da caça e da pesca.

Xangô, orixá do fogo e trovão, protetor da justiça.

Ayrà, usa branco, tem profundas ligações com Oxalá e com Xangô.

Obaluaiyê, orixá das doenças epidérmicas e pragas, orixá da cura.

Oxumaré, orixá da chuva e do arco-íris, o dono das Cobras e das transformações.

Ossaim, orixá das Folhas sagradas, conhece o segredo de todas elas. Junto com Oxóssi, protege as matas e animais.

Oyá ou Iansã, orixá feminino dos ventos, relâmpagos e tempestades. Também é a orixá das paixões.

Oxum, orixá feminino dos rios, do ouro, deusa das riquizas materias e espirituiais, dona do amor e da beleza, protege bebês e recém-nascidos.

Iemanjá, orixá feminino dos mares e limpeza, mãe de muitos orixás. Dona da fertilidade feminina e do psicológico dos seres humanos.

Nanã, orixá feminino dos pântanos e da morte. Protege idosos e desabrigados. Também dona da chuva e da lama. É mãe de Obaluaiê e junto com ele, dona das doenças cancerígenas. Mais velha orixá do panteão africano.

Yewá, orixá feminino do Rio Yewa. Protetora das moças virgens e dona da vidência.

Obá, orixá feminino do Rio Oba. Dona da guerra e das águas.

Axabó, orixá feminino e pouco conhecido, é da família de Xangô.

Ibeji, orixás crianças, são gêmeos, e protegem as criancinhas.

Irôco, orixá da árvore sagrada, (gameleira branca no Brasil).

Egungun, Ancestral cultuado após a morte em Casas separadas dos Orixás.

Iyami-Ajé, é a sacralização da figura materna, a grande mãe feiticeira.

Omulu, Orixá da morte.

Onilé, orixá do culto de Egungun.

Onilê, orixá que carrega um saco nas costas e se apóia num cajado.

Oxalá, orixá do Branco, da Paz, da Fé.

OrixaNlá ou Obatalá, o mais respeitado, o pai de quase todos orixás, criador do mundo e dos corpos humanos.

Ifá ou Orunmila-Ifa, Ifá é o porta-voz de Orunmila, orixá da adivinhação e do destino, ligado ao Merindilogun.

Odudua, orixá também tido como criador do mundo, pai de Oranian e dos yoruba.

Oranian, orixá filho mais novo de Odudua.

Baiani, orixá também chamado Dadá Ajaká.

Olokun, orixá divindade do mar.

Olossá, orixá feminino dos lagos e lagoas.

Oxalufan, qualidade de Oxalá velho e sábio.

Oxaguian, qualidade de Oxalá jovem e guerreiro.

Orixá Oko, orixá da agricultura.

0 comentários:

Postar um comentário

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More

 
DESIGN FEITO POR BRUNO Blogger