1 de fev de 2012

Karolyne Laila Soares e resgatada com vida após três dias de acidente


A jovem Karolyne Laila Soares, de 19 anos, relatou nesta quarta-feira (1º), os momentos de tensão que viveu nos três dias que ficou à espera do resgate depois de um acidente em Populina, no interior de São Paulo. Ela foi transferida da UTI para o quarto e o estado de saúde é estável.

Segundo a jovem, o calor e a sede foram desesperadores. "Não senti medo, tinha mais sede do que fome, por isso bebia a água do rio. Pensava que teria que amputar minha perna, pois estava doendo muito", disse.

Karolyne temeu que chovesse. "Eu senti muito calor, o sol estava muito forte e já estava descascando minha pele, ardendo muito. Mas, eu não queria que chovesse, se isso acontecesse, eu provavelmente morreria", contou.

e acordo com Karolyne, um dia antes de ser resgatada, dois rapazes a viram no buraco e não a ajudaram. "Eles não quiseram me dar assistência, só disseram que chamariam a polícia, mas não ficaram lá para ajudar a indicar o local que eu estava. A polícia apareceu no mesmo dia, porque eu escutava eles, mas não conseguia gritar, tinha perdido a voz e as forças", explicou.

Segundo informações do Distrito Policial de Ouroeste, não havia chamadas registradas sobre o caso, mas possivelmente, os policiais que Karolyne ouviu estavam próximos, pois constantemente há rondas no local. Porém, ninguém ouviu gritos ou pedidos de socorro.

A jovem confessou que trocou o caminho para a casa da avó para visitar um amigo. "Eu estava indo para Jales visitar um rapaz que gosto de lá e no caminho eu dormi", disse Karoline. "Só eu sei o quanto estou aliviada agora. Pensava que ninguém ia me encontrar, porque lá era muito fundo. Agora só quero me recuperar", finalizou.

Estado de saúde

Nesta terça-feira (31), após uma tomografia no tórax que apontou a existência de líquido no pulmão, Karolyne foi colocada novamente no respirador artificial e submetida a uma punção, que drenou a água do pulmão da jovem.

Segundo os médicos, este diagnóstico não interferiu na evolução do estado de saúde da paciente, que é considerado estável. Ainda segundo o médico, os quadros de desidratação e anemia foram controlados. Uma possível infecção ainda não foi descartada. “Por mais que a água que ela tomou tenha sido essencial para sua sobrevivência, existe o risco de infecções pela provável contaminação", explicou o médico.

Karolyne deverá passar por duas cirurgias até o final desta semana, uma no tornozelo e outra no fêmur da perna esquerda, que foram fraturados. A bacia também foi quebrada, mas não precisará de cirurgia. Ao todo foram sete fraturas,quatro na região da bacia, duas na perna e uma no tornozelo.

Como aconteceu

A estudante perdeu o controle da direção do carro, caiu em um buraco perto da divisa entre São Paulo e Minas Gerais. O resgate aconteceu no domingo (29), três dias depois do desaparecimento dela, segundo familiares.

O acidente ocorreu a cerca de 50 quilômetros da casa da garota. Karolyne tentou pedir socorro, mas não foi ouvida. Segundo o Corpo de Bombeiros, ela sobreviveu por ter conseguido sair do carro se arrastando e beber água acumulada no local.

Para resgatar a jovem foram deslocadas equipes do Corpo de Bombeiros e do Samu de Ouroeste, também interior paulista.


Obrigado Deus por ter dado mais uma chance a essa jovem

0 comentários:

Postar um comentário

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More

 
DESIGN FEITO POR BRUNO Blogger