4 de jan de 2012

Quimioterapia para linfoma de Hodgkin



Pesquisadores canadenses realizaram um estudo que indica que para pacientes sofrendo de linfoma de Hodgkin, as taxas de sobrevivência são maiores se o tratamento é feito com quimioterapia, quando comparado à radiação.

Frequentemente, pacientes sofrendo dessa condição são tratados com uma combinação das duas abordagens, mas a radiação pode causar complicações, como problemas cardíacos e cânceres subsequentes. O novo estudo, desenvolvido na Queen’s University, mostra que o uso isolado da quimioterapia pode aumentar as chances de sobrevivência de pessoas lutando contra os estágios iniciais da doença.

“A prática atual incorpora quantidades reduzidas de radiação quando comparada com a que foi testada no estudo, mas os resultados demonstram que a quimioterapia isolada será uma opção preferida para muitos pacientes”, afirma o estudo.

0 comentários:

Postar um comentário

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More

 
DESIGN FEITO POR BRUNO Blogger