6 de jan de 2012

Distensão muscular

O que é distensão muscular

Quem pratica esportes ou faz exercícios com frequência, possivelmente já teve pelo menos uma vez distensão muscular. As distensões musculares não são privilégio de atletas podem acontecer com qualquer pessoa e também podem ocorrer em situações cotidianas.

Entendendo seus músculos

Todo músculo saudável tem capacidade de se contrair, se relaxar e se estirar. Isso ocorre através de um complexo mecanismo mecânico e bioquímico, explicado pela teoria dos filamentos deslizantes. As capacidades de contração e estiramento tem um limite que quando excedido causam lesões.

A lesão causada no estiramento do músculo é conhecida como distensão muscular ou estiramento muscular, ela ocorre por um alongamentodas fibras além do seu estado fisiológico ou na fase excêntrica do movimento quando o músculo excede seu comprimento máximo causando o rompimento das fibras.

Tipos de distensão muscular

1º Grau – é a mais comum. Acontece quando há um rompimento de algumas fibras musculares. A dor é localizada, aparece durante a contração contra-resistência e geralmente não aparecem em repouso. Inicialmente a dor não é intensa e permite a continuidade das atividades, ela se intensifica no dia seguinte, quando o corpo esfria.

2º Grau – Ocorre o rompimento de uma maior quantidade de fibras. Durante o exercício há uma sensação de fisgada, de algo “rasgado”, o que realmente ocorre. Não é possível continuar a atividade em função da dor causada.

3º Grau – Há uma rutura completa do músculo. É a mais incomum, acontece em menos de 1% dos casos. A dor é muito intensa, o edema e o hematoma são visíveis, a lesão é palpável e o tratamento geralmente é cirurgico. Muitas vezes, não têm-se condições de movimentar a região do corpo onde houve a lesão.
Recuperação: cerca de 21 dias.

Causas da distensão muscular

  • Diminuição na quantidade de colágeno, proteína responsável pela elasticidade do músculo, que pode ocorrer em função do envelhecimento.
  • Problemas nutricionais podem causar perda da elasticidade muscular.
  • Desequilíbrio de força entre os músculos agonista e antagonista.
  • Técnica de execução do movimento incorreta
  • Aceleração e desaceleração rápida do movimento inibindo mecanismos naturais de proteção muscular (OTG – Orgão Tendinoso de Golgi e Fuso Muscular).

Músculos mais atingidos

Qualquer músculo pode sofrer uma distensão muscular, mas existem alguns mais propensos à este tipo de lesão. São eles: posteriores da coxa, os músculos da panturrilha, musculatura interna da coxa (adutor) e o músculos anteriores da coxa (quadríceps). A parte geralmente atingida é a junção músculo-tendão ou a região distal do ventre muscular

Tratamento da distensão muscular

A medida imediata é aplicação de gelo com elevação do membro e suspensão da atividade. Nos casos mais leves apenas o repouso durante alguns dias será suficiente para a recuperação.

Em casos mais graves é necessário fazer fisioterapia com o uso de aparelhos e crioterapia para diminuir a inflamação e promover o alívio da dor, além do uso de exercícios terapêuticos.

Prevenção da distensão muscular

A distensão muscular pode ser prevenida fazendo um bom trabalho de condicionamento físico, trabalhando os músculos de forma equilibrada, sem esquecer do trabalho de flexibilidade. Manter-se hidratado e bem nutrido e respeitar os limites individuiais, também ajudam na prevenção.

0 comentários:

Postar um comentário

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More

 
DESIGN FEITO POR BRUNO Blogger